0. AngaOS‎ > ‎2. Círculos‎ > ‎

2.1 Tipos de Círculos

Diferentes círculos devem colaborar em prol de objetivos comuns.
 

O padrão de Tipos de Círculos apoia o alinhamento e colaboração entre os vários interessados. Ele é usado para:

  • aumentar o alinhamento entre círculos;
  • melhorar o potencial de conseguir equivalência entre várias entidades ou equipes;
  • promover a melhoria do fluxo de informação entre diferentes círculos.


Holarquia dos Círculos


O tipo de estrutura adotado pelo Grupo Anga não é de uma hierarquia tradicional, mas de uma Holarquia. Como apresentado no livro Holacracia, de Brian Robertson:


"Arthur Koestler cunhou o termo em seu livro de 1967, The Ghost in the Machine. Ele definiu um “hólon” como “um todo que é parte de um todo maior” e uma “holarquia” como “a conexão entre hólons”. Esses podem ser termos estranhos e desconhecidos, mas descrevem algo muito familiar. Seu próprio corpo é um exemplo de uma holarquia. Cada célula do seu corpo é um hólon - uma entidade inteira e independente e parte de um todo maior, um órgão. Da mesma forma, cada órgão é em si mesmo um todo independente, mas também parte de um todo maior - o seu corpo. Essa série de hólons aninhados - célula para órgão para organismo - é um exemplo de holarquia."
  
- Brian Robertson


Ou seja, no Grupo Anga, cada círculo é semi-independente, mas contribui para o todo do qual faz parte. Essa holarquia é representada pelos seguintes termos:





Círculos são “aninhados” e são descritos em termos de “subcírculo” e “supercírculo”.
Um supercírculo é reponsável por todos os subcírculos aninhados dentro dele.     .
Um subcírculo responde ao círculo que é seu supercírculo. O círculo dentro do qual ele está aninhado.
Qualquer círculo é responsável por dar conta e prestar contas a respeito dos papéis e acordos que cria.




Classificações de círculos


Alguns círculos possuem classificações específicas, de acordo com sua função no Grupo Anga, e cada uma delas é apresentada nos padrões a seguir: