0. AngaOS‎ > ‎5. Governança‎ > ‎

5.4 Seleção de Papel

Organizações querem membros engajados que apoiem uns aos outros e tem as competências adequadas, entusiasmo e capacidade para cumprir as funções. 


Seleção de Papel é um processo facilitado no qual membros da equipe decidem para quem atribuir um papel sobre o qual o círculo é responsável ou pelo qual eles serão afetados. 


As pessoas são selecionadas com base na força dos motivos ou argumentos pelos quais elas são consideradas aptas ao papel, e não somente de acordo com os votos da maioria.

 

Os detalhes


A Seleção de Papéis indica um processo para escolher pessoas da própria equipe e de um número de candidatos. Entender porque um papel foi criado e no que isso implica ajuda as pessoas a fazerem uma escolha bem-informada sobre quem eles acham que seria mais adequado ao papel.

O processo de Seleção de Papel tem 8 etapas:






1. Apresentar papel

Apresentar informações como:
- a razão pela qual o papel foi criado (quais a tensão que será cuidada?)
- domínio
- responsabilidades
- condições de sucesso














2. Anotar nominações


Os participantes escrevem o nome de uma pessoa que desejam nomear. Isto pode incluir auto-nomeação – se estiverem escolhendo pessoas de dentro da equipe – ou podem optar por passar a vez.


Caso a reunião seja virtual, podem enviar o nome da pessoa que desejam nomear para o facilitador.


Expressar interesses ou opiniões de antemão nessa etapa não é recomendado para evitar que os outros sejam influenciados. 














3. Razões para nominações

Cada pessoa compartilha quem nomeou e porquê.















4. Reunir informações relevantes

O facilitador checa se há mais informações (além das razões já explicadas) que pode ajudar a equipe a tomar a decisão. 

As pessoas que foram indicadas compartilham sua opinião em relação à nominação, como identificação com o papel disponibilidade e afins.












5. Alguma mudança?

O facilitador checa para ver se alguém quer alterar sua nomeação após ouvir as razões e informações passadas até aquele momento.

As pessoas que mudarem sua nomeação explicam o porquê.











6. Propor um candidato

Um facilitador é responsável por guiar ou sugerir um processo para identificar um candidato adequado, com base nas razões que ouviu. 

Para fazer isso, um facilitador poderá:
- ele mesmo propor um candidato;
- convidar os candidatos para conversar entre si e então propor alguém;
- solicitar uma discussão;
- pedir para que outro / outros na equipe nomeiem alguém;
- usar outros meios criativos para identificar um candidato.





7. Alguma objeção?

Uma vez que uma proposta é feita, o facilitador:
- pede para que as pessoas, uma de cada vez, indiquem se enxergam alguma razão pela qual a nomeação proposta poderá ser inadequada ou imprópria em relação ao contexto e necessidades às quais aquele papel deve servir - perguntando para a pessoa nomeada por último.
- pede para quem levantou uma objeção que explique o(s) motivo(s).
- decide junto com a equipe como tratar as objeções.

Algumas perguntas que podem ser úteis ao tratar as objeções:
- A proposta pode ser alterada? Alguns exemplos de possíveis alterações:
- designe um mentor para a pessoa que irá exercer o papel;
- selecione 2 (ou mais) pessoas para o papel;
- altere a duração do mandato;
- inclua algum tipo de treinamento.
- Alguma alteração pode ser feita ao papel?
- Faria mais sentido nomear alguma outra pessoa?









8. Celebrar

Faça uma pausa para reconhecer o fato de que um acordo foi alcançado e para agradecer à nova pessoa selecionada para o papel.









Mas e se não há alguém adequado ou disponível?

Às vezes uma Seleção de Papel revela que ninguém tem a capacidade ou a experiência, qualidades e habilidades relevantes. Uma equipe pode precisar considerar:
- outros candidatos;
- formas alternativas de atender às tensões;
- contratar externamente.

Seleções para decidir entre diferentes opções

O processo de Seleção de Papel pode ser adaptado e usado como uma forma de decidir  entre uma série de diferentes opções. Por exemplo, escolher um nome, selecionar um contratante, decidir sobre uma linguagem de programação de software.