4.5.1 Feedbacks

Importante saber!
  • Feedbacks devem ser fornecidos tanto quando observamos coisas que precisam ser melhoras, quanto quando observamos coisas para reforçar/reconhecer nas atitudes das pessoas do nosso time! O processo é válido para ambas as situações;
  • Podemos utilizar como insumos de feedbacks: avaliação de cultura; gestão do time no dia-a-dia; avaliação de performance/competências; entrega em presenciais; posicionamento em reuniões; etc;
  • Independente do papel, todas as pessoas podem/devem dar feedbacks estruturados para qualquer pessoa do time;
  • Os feedbacks podem ser recorrentes (ex: 1:1s mensais) ou também esporádicos - o importante é seguir uma boa estrutura!


Dicas para um bom feedback individual

1. Formato
Sugere-se que os feedbacks aconteçam sempre em conversas privadas (1:1s) e que seja feito o mais próximo possível (a depender da disponibilidade das pessoas) do fato que gerou o insight para determinado feedback;

2. Contexto
Relembrar o momento que aconteceu determinado fato que originou  o feedback. Nesse momento, quanto mais específico melhor (ex: Na reunião X com aquele cliente/Quando estávamos conversando sobre Y ontem)

3. Comportamento
Após dado o contexto, é importante deixar evidente qual foi o comportamento (ação) que gerou o impacto percebido pela pessoa (e ser transparente sobre esse impacto). (ex: quando você levantou o tom de voz as pessoas se sentiram desrespeitadas)

4. Impacto
Nesse momento é fundamental evoluir nas consequências/impacto daquele comportamento observado. (Ex: isso gera um bloqueio das pessoas com você, fazendo com que o time não se sinta confiante o suficiente para te pedir novas ideias e sugestões). 

5. Expectativas
Finalmente, sugerimos encerrar a conversa com algumas sugestões de como determinado comportamento pode ser evitado e, também, ideias de como melhorar. Uma boa saída aqui é sempre estimular as ideias por meio de boas perguntas.

Comments